Versão 0.1

Palestra: Privacidade e Relações de Trabalho

Formas de controle do tempo e registros de dados privados nas relações de trabalho

O objetivo dessa atividade é promover uma reflexão seguida de debate sobre as formas atuais de controle e registro de dados dos trabalhadores nas mãos das empresas privadas. Explicitando também a relação íntima que há entre essas empresas e os governos.

O objetivo dessa atividade é promover uma reflexão seguida de debate sobre as formas como atuais relações de trabalho controlam e registram informações privadas dos trabalhadores.
Sabemos que toda empresa tem uma série de controles corporativos sobre o tempo e a atuação do trabalhador que ela emprega. Esse controle vai desde os sistemas de pontos de entrada e saída até os e-mails, cadastros, sistemas internos, etc. Todos esses controles estão voltados para aumentar a exploração do trabalho e submeter cada vez mais o trabalhador as exigêcnias do lucro. Câmeras, gravações de som (nas câmeras), controle das trocas de mensagens, gps corporativos, grupos de mensagens são exemplos das ferramentas desse controle.
Além disso, há também a utilização e gerenciamento desses dados privados dos trabalhadores pelos setores de Recursos Humanos. Parte significativa desses dados privados como endereço, número de documentos, filiação sindical, remuneração, cor, sexo, entre outros, são enviados mensalmente para os governos para fins estatísticos e de controle social. Outra parte desses registros como imagens, movimentação financeiras, empréstimos e etc., ficam com a empresa que pode utilizar isso como bem entender.
O debate sobre as relações de trabalho e a privacidade é fundamental para entender tanto como as empresas controlam e dominam os trabalhadores quanto como elas também têm relações íntimas com governos e disponibilizam seus dados para eles.
Em momentos de maior ataque aos direitos dos trabalhadores, empresas e governos se juntam para desmobilizar e perseguir trabalhadores. Isso já foi visto na Ditadura Militar no Brasil quando famosas montadoras como a Volkswagen e Ford passavam dados dos trabalhadores para os militares perseguirem e, em muitos casos, exterminarem os que lutam.
A proposta da atividade é partir de relatos, apresentações de dados e exemplos de como se dão os registros e controles, promover um debate com os participantes.

Info

Dia: 04/05/2019
Hora de início: 10:20
Duração: 00:50
Room: Roda de conversa 2 - térreo Hemeroteca
Trilha: Política
Língua:

Links:

Comentários

Estamos interessados ​​na sua opinião! Por favor, deixe-nos saber se você gostou deste evento?

Eventos simultâneos