Version Completinha

Performance: Derivoscópio

Uma deriva coletiva partindo da CR com o capacete que ‘sente’ a cidade e poeti-ironiza os dispositivos de vigilância

Screen shot 2018 03 24 at 22.48.36

Utilizando tecnologias livres, os artistas Lucas Pretti e Tiago F. Pimentel construíram o Derivoscópio – um capacete que se apropria criticamente dos dispositivos de vigilância para ‘sentir’ a cidade. Dotado de duas câmeras (objetiva e subjetiva) e de cinco sensores ambientais, o aparato vestível é acionado pelo reconhecimento das emoções de quem o veste. A experiência de cada deriva produz como síntese um ‘filme-algoritmo’. Na Cryptorave 2018, propomos a primeira deriva coletiva feita com o Derivoscópio, com o objetivo de problematizar, poetizar e ironizar os aparatos de controle. Deriva é inutilidade, arte-resistência, contra-narrativa.

Tendo como ponto de partida o espaço da CryptoRave 2018, um grupo de pessoas interessadas em participar da ação sairá em deriva pela cidade de São Paulo usando o Derivoscópio. A proposta inicial é que várias pessoas alternem o uso do capacete, enquanto o trajeto vai sendo construído coletivamente a partir das negociações e desejos do grupo. Ao final, teremos como registro um filme-algoritmo revelado a partir do Derivoscópio. Diferentemente das experiências anteriores, em que apenas uma pessoas usava o capacete, dessa vez tentaremos ir além e registrar a experiência “comum”. Vários rostos, várias emoções, vários olhares. A cidade comum é anônima e compartilhada.

Esta ação faz parte do projeto Terrenos Apaixonantemente Objetivos, criado pelos artistas em 2017. O nome é uma expressão pinçada do texto clássico do situacionista Guy Debord, “Teoria da Deriva” (1958). Ali, o pensador francês descreve porque a o deambular pelas cidades, como expressão artística, materializa a resistência à crescente sociedade do espetáculo. As derivas não são comercializáveis, não geram produtos, são só movimento, não criam nada. Quase 60 anos depois, na sociedade informacional em que transbordam em rede os egos autorreferentes e emerge uma estética da vigilância, retomamos a deriva como inutilidade, como arte-resistência, como contranarrativa.

Durante a caminhada pela cidade, os sensores do capacete coletam muitos gigabytes de dados, que depois passam por um processo de “revelação algorítmica”, num software criado pelos artistas a partir de tecnologias de grafos utilizadas por corporações como Google e Uber. Este exercício de fotografia não-humana capta o que não captamos e, ao mesmo tempo, problematiza e ironiza os aparatos de vigilância, privados ou estatais, que buscam reconhecer nossas emoções e comportamentos para nos controlar como consumidores e cidadãos. No caso do Derivoscópio, ao contrário, os dados são “inúteis”.

Em 2017, a ação Terrenos Apaixonantemente Objetivos foi destaque da mostra Natural Intelligence do Ars Electronica Festival, na Áustria, e esteve em exibição em São Paulo no Instituto de Artes da Unesp e no Coletivo Digital.

Sobre os artistas

Lucas Pretti é artista, ativista da cultura livre e pesquisador. Em seu trabalho tem explorado as relações entre arte, cidade e tecnologia, se utilizando das redes informacionais como elementos de composição. Este assunto permeia seu trabalho de mestrado, "Poéticas do Comum", desenvolvido no Instituto de Artes da Unesp. Tem formação e carreira transdisciplinares. Foi membro da Casa da Cultura Digital, idealizou o movimento BaixoCentro e assinou a ação “Realidade Pintada” (2012). Como ator, integrou o Centro de Pesquisa Teatral (CPT-Sesc) e a Cia. Teatro Para Alguém. Site: http://lucas-et.al

Tiago F. Pimentel é artista multimídia, programador, hacker, pesquisador de redes digitais e ativista de causas como liberdade e privacidade na rede. Trabalhou em Brasília entre 2006 e 2010 na Coordenação Nacional do Projeto Casa Brasil, Integrou a Casa de Cultura Digital e é um dos idealizadores da CryptoRave, maior encontro aberto sobre criptografia e segurança do mundo. É sócio-fundador da Interagentes - Comunicação Digital e Diretor Geral da Associação Actantes - Ação Direta pela Liberdade, Privacidade e Liberdade na rede.

Info

Dia: 05/05/2018
Hora de início: 14:00
Duração: 02:00
Room: Performance / Instalação
Trilha: Performance / Instalação
Language:

Links:

Comentários

Estamos interessados ​​na sua opinião! Por favor, deixe-nos saber se você gostou deste evento?

Concurrent Events

Exibição TV Foyer Petrobras
ransomware